sábado, 20 de setembro de 2014

Filha do governador do Pará, Simão Jatene, pede lista das grandes empresas do Pará


Diálogo de filha de Jatene expõe grande escândalo




Izabela Jatene: muito à vontade ao tratar do assunto com o segundo homem mais importante da Sefa (Foto: Agência Pará/Arq)
É um diálogo espantoso, mantido em segredo por três anos, que poderá revelar um dos maiores escândalos que o Pará já viu. Nele, Izabela Jatene de Souza, filha do governador Simão Jatene, pede ao subsecretário de Receitas da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa), Nilo Rendeiro de Noronha, a lista das 300 maiores empresas estaduais. “Consegue pra mim? Manda pro meu e-mail?”, pergunta Izabela, que, a seguir, explica: “Vamos começar a buscar esse dinheirinho deles, né?”. A resposta de Nilo: “Claro. Qual é o teu e-mail?”.

Embora surpreendente, o diálogo é verídico e aconteceu entre abril e maio de 2011, poucos meses depois de Simão Jatene assumir o Governo do Estado. Segundo informações obtidas pelo DIÁRIO, o telefonema de Izabela Jatene para Nilo Rendeiro de Noronha foi grampeado por acaso: a Polícia Civil investigava o sequestro de um empresário, ocorrido em 31 de março de 2011, no município de Mãe do Rio. Um dos integrantes do bando, de nome Gilson Silva de Almeida, era gerente de uma fazenda de Nilo, na região de Castanhal. Com autorização do juiz da Comarca, os telefones dos sequestradores e daqueles para quem ligavam foram grampeados. Quando Gilson ligou para o patrão, fez com que o celular de Nilo acabasse também grampeado sem que, naquele momento, a Polícia soubesse de quem se tratava.

Tão impressionante é o que teria ocorrido após a gravação desse diálogo: Quando a gravação veio à tona, foi montada uma operação abafa, orquestrada por toda a cúpula do Sistema de Segurança Pública do Pará, para proteger a filha do governador. Fontes contaram ao DIÁRIO que os policiais que trabalhavam no Guardião, o sistema de grampeamento telefônico do Núcleo de Inteligência da Polícia Civil, receberam ordem de apagar a gravação e destruir a transcrição. Nada deveria ser mencionado no inquérito policial, que seria encaminhado, meses depois, ao Ministério Público. E, de fato, na documentação que o DIÁRIO tem em mãos, essa transcrição sumiu. O MP não tomou conhecimento do fato. Mas sobrou uma cópia da gravação da conversa, que agora foi entregue ao jornal. E você também pode ouvi-la, no site do DOL

O telefonema de Izabela para Nilo Noronha dura cerca de um minuto e revela alguma intimidade. Primeiro, eles fazem piadas sobre a gripe de um conhecido de nome Ricardo (o mesmíssimo nome do marido de Izabela) e até riem juntos. Só depois é que a filha do governador revela o motivo da ligação: quer a lista das 300 maiores empresas do Estado, para começar a ir buscar “o dinheirinho deles” – e o “deles”, ao que parece, quer dizer os empresários. A pedido de Nilo, ela também fornece o e-mail para onde deverá ser remetida a listagem: izabelajatene@gmail.com.

O diálogo de Izabela Jatene e Nilo Rendeiro de Noronha,  sub-secretário da Sefa (Foto: Ascom/Sefa)

Chama a atenção o fato de Nilo, que é auditor fiscal de receitas e servidor público de carreira, em nenhum momento se negar a atender um pedido tão estranho: fornecer uma listagem que é protegida por sigilo funcional e fiscal. E chama atenção mais ainda (pra não dizer assusta) que ele tenha respondido com um naturalíssimo “claro” à revelação do uso que seria feito da documentação. Mas tão ou mais surpreendente é a naturalidade com que a filha do governador explica o que pretende fazer: é como se fosse normal e não fosse a sua primeira vez... Além disso, fica a pergunta: para que, afinal, serviria esse “dinheirinho”? Para algum projeto do governo? Para uso pessoal? Para o caixa dois das futuras campanhas eleitorais tucanas?

TCM-PA: presidente ZECA ARAÚJO, o filho candidato e a milionária Câmara de Parauapebas

Zeca Araújo e o presidente da
Câmara de Parauapebas
O estranho apoio do presidente da milionária Câmara de Parauapebas ao filho candidato do presidente do TCM-PA.

A omissão do TCM-PA diante das graves denúncias contra o presidente da Câmara de Parauapebas. O que pensa o Ministério Público Eleitoral?



O vereador JOSINETO FEITOSA, sem motivo aparente, passou a apoiar o filho do presidente do TCM-PA, Thiago Araújo, que disputa uma vaga para deputado estadual.

Josineto Feitosa diz, para todos ouvirem,  que goza da amizade do presidente do TCM-PA, Zeca Araújo, amizade que aflorou após o professor ser alçado a ordenador de despesas da mais rica câmara municipal do Pará.

O presidente ZECA e o TCM-PA, parados!

Apesar das inúmeras denúncias envolvendo o legislativo de Parauapebas, com ampla divulgação na imprensa local e regional, o presidente do TCM-PA, tribunal encarregado de realizar o controle dos atos da Câmara Municipal, queda-se inerte, tal postura estaria relacionada com o apoio do vereador JOSINETO FEITOSA ao filho do presidente do TCM-PA? Perguntar não ofende, imaginamos!

ZECA ARAÚJO I

O presidente do TCM-PA, dirigente máximo do TCM-PA, com atribuições definidas em lei, tem filho candidato a deputado, filho que é apoiado por pessoas que deveriam ser objeto da atuação do Tribunal, como ficam as coisas? O Ministério Público eleitoral poderia averiguar melhor essa história toda, ou não, como explicar que denúncias flagrantes de improbidade não seja objeto de auditoria do TCM-PA?

DE OUTRO PARTIDO

Observe, JOSINETO é do SDD, o filho do presidente do TCM-PA é do PPS, isso não diz muito, mas diz algo, será que JOSINETO foi "convidado" a apoiar o filho do presidente do TCM-PA ou a "vaca iria tossir" no cangote do vereador de Parauapebas e de boa parte da Câmara Municipal? Perguntar não ofende, imaginamos!

ZECA ARAÚJO II e MPPA I

O Ministério Público eleitoral pode pensar, "mas na Câmara de Parauapebas tudo está no seu devido lugar, que iria fazer o TCM-PA, do Zeca Araújo, por lá? Perder tempo, afinal, tempo é dinheiro, no caso, dinheiro público"!? Todo penso é torto.

Mas que pensaria o Ministério Público Eleitoral, sabendo que a Câmara de Parauapebas sequer publica suas despesas, como determina a LIA (Lei de Acesso à Informação), publicava, até setembro de 2013, mas justamente após uma série de denúncias passou a esconder as despesas públicas, mesmo assim, o TCM-PA nada faz.

ZECA ARAÚJO III e o TCM-PA

O digno e honrado presidente do egrégio TCM-PA conheceria alguns dos donos dessas empresas de consultorias (clique e veja AQUI)O digno e honrado presidente do TCM-PA, obviamente, não conhece e já providenciou auditoria em todos esses contratos. Será que não?

ZECA ARAÚJO IV e o "JARDIM BABILÔNICO OU AMAZÔNICO"

O presidente do TCM-PA, ZECA ARAÚJO, já visitou o "jardim babilônico" da Câmara de Parauapebas, já? Não precisa, basta auditar!

Veja aqui, presidente (clique)

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

400 FAMÍLIAS AMEAÇADAS PELA VALE EM PARAUAPEBAS

Vale quer retirar com força policial cerca de 400 famílias que moram na área do linhão no bairro Tropical


Presidente do Bairro Tropical Jonas Conrado
e Comissão em reunião com a Vale
Por Juno Brasil - Diante da reintegração de posse requerida pela Vale, da faixa de terra adquirida por meio de contrato de servidão, onde foi transferida a posse do imóvel à Mineradora Vale, para a implantação da linha de transmissão de energia elétrica das minas do Sossego e Onça Puma, onde cerca de 400 famílias ocuparam a área.

 O mandado de reintegração de posse foi expedido pela juíza Eline Salgado Vieira da 2ª. Vara Cível de Parauapebas, determinando a desocupação pela Polícia Militar do estado do Pará, no prazo de 15 dias a contar do último dia 15 de setembro.

As cerca de 400 famílias moradoras desta ocupação se organizaram e formaram uma frente de manifesto, ocupando o paço municipal, na manhã da última quarta-feira (17).                                                                                                                                             
Moradores do Linhão do Bairro Tropical
se reúnem em busca de solução
Uma comissão formada por (10) pessoas foi convidada para se reunir com a Vale, onde ficou registrado em ata que a Vale atuaria juntamente com a prefeitura para buscar uma solução de moradia aos ocupantes da área, mas reforçou que esta questão não é da alçada da empresa, que apenas poderiam adiar o prazo da execução até que o prefeito resolvesse a situação. Ficando acordado que os ocupantes não realizassem atos violentos contra a Vale e nem impeçam as operações da mineradora.

 Ainda na noite de quarta-feira (17) cerca de mil pessoas moradoras da área do linhão, se reuniram para saber quais as decisões da Vale. Onde foram informados sobre a ata da reunião com a diretoria e ficfaram aguardando a decisão da empresa. Os moradores do Linhão protestam que já residem há mais de ano no local e não tem para onde ir, portanto reivindicam que a Vale os indenize ou providencie uma moradia digna para abrigar suas famílias e que lhes concedam condições de mudanças com seus pertences e benfeitorias realizadas na área.

 Na quinta-feira a direção da Vale voltou atrás na negociação e disse que não tem o que conversar com as famílias e vai mandar cumprir o Mandado Judicial e que eles procurem seus direitos. A Comissão dos moradores do Linhão se reuni novamente e pretende realizar novos manifestos, para reivindicar seus direitos.

Parauapebas: PT é oposição ao governo VALMIR DA INTEGRAL, decide diretório

O diretório municipal do PT decidiu apoiar as CPI's para investigar o governo VALMIR DA INTEGRAL



TV, Jornal e Rádio Liberal nas eleições de 2014 são multados por fazer campanha para Jatene

A imagem acima é uma montagem, óbvio
que o grupo Liberal
não iria noticiar a sua multa


A TV, a rádio e o jornal LIBERAL foram multados pela Justiça Eleitoral, o juiz Agnaldo Wellington de Souza Corrêa condenou a Rádio Liberal FM ao pagamento de multa no valor de R$ 21.282,00 por propaganda irregular do governador tucano Jatene, candidato à reeleição. 

O Tribunal Regional Eleitoral manteve confirmou uma multa no valor de R$ 10 mil ao jornal O Liberal, também publicado pelas Organizações Romulo Maiorana, por usar o veículo como instrumento de propaganda do candidato Simão Jatene. A coligação de Jatene foi multada no valor de R$ 5 mil.

Não há, nesse período eleitoral, nas páginas e ondas do Liberal qualquer coisa parecida com jornalismo, trata-se de panfletagem eleitoral de quinta qualidade.

A situação do grupo Maiorana é ridículo, evidente sinal de decadência, obviamente, após as eleições isso tem que ser revisto, não é possível que uma concessão pública seja utilizada eleitoralmente da forma que está sendo.

Na Ucrânia, deputado é jogado no lixo. Em Parauapebas, vereadores zombam do povo por R$ 600 MILHÕES

Como explicar que um governo sacolejado por uma OPERAÇÃO DA PF, quinze dias depois, receba um presente de R$ 600 MILHÕES dos vereadores? Seria medo do prefeito ser afastado a qualquer momento do cargo?

Vereador ODILON: lambança, pressa e manobras 

R$ 600 milhões para a filha do prefeito movimentar na SEPLAN

Hoje, dia 19 de setembro, o governo VALMIR DA INTEGRAL, através da dupla composta pelo "rábula" ODILON  e pelo aprendiz de "rábula" JOSINETO FEITOSA, comanda mais uma operação na Câmara de Vereadores de Parauapebas, trata-se de uma vergonhosa alteração na lei orçamentária, podendo resultar em mais de R$ 600 MILHÕES para as mãos da filha do prefeito, FLÁVIA DA INTEGRAL.

Orçamento 2014

A Lei Orçamentária em vigor foi elaborada pelo governo VALMIR DA INTEGRAL, que nela deveria ter relacionado todas as despesas e receitas previstas para o ano de 2014, como explicar que faltando 4 meses para o encerramento do ano, o mesmo prefeito que elaborou a lei queira movimentar mais de R$ 600 milhões?

Uma pequeno ajuste até que se compreende, todo governo o faz, mas pedir R$ 600 MILHÕES, isso não tem exemplo no país, não tem qualquer explicação razoável, a matéria pode acabar sendo decidida pelo judiciário, com suas implicações. Não há razoabilidade e nem base fática para se explicar alteração de tamanha amplitude.

Orçamento 2015

O certo, seria o prefeito e seu governo seguir o que foi "planejado", nada explicaria ele modificar, nos últimos 4 meses, o que já está em andamento. Qualquer excedente, por ventura existente, seria alocado no orçamento do ano que vem, que já deve está em fase final de elaboração pelo atual governo, pois deve encaminhá-lo à Câmara até o fim deste mês.

Por aí, dá para imaginar o nível do planejamento desse prefeito e de sua filha, FLÁVIA DA INTEGRAL, secretária de planejamento e manda-chuva das licitações. 

Operação da PF 

O receio de que o afastamento do prefeito VALMIR DA INTEGRAL do cargo seria apenas uma questão de tempo, motiva a base governista a aprovar com a maior rapidez possível mais R$ 600 MILHÕES para o prefeito e a sua filha.

Rábulas

As ida e vindas da Câmara mostrou que a assessoria jurídica dos vereadores é "sofrível", sendo que os procuradores concursados sequer são consultados, ficando a lambança a cargos das "ditas" consultorias especializadas, mas dizem, por outro lado, que essas "especializadas" sequer parecem na Câmara, tudo estaria nas mãos do "rábula" ODILON e do seu mais novo aprendiz de "rábula", Josineto Feitosa, daí as bobagens e as manobras vergonhosas.

Veja o vídeo do deputado jogado no lixo, imagine se esses ucranianos se deparassem com esses vereadores que defendem os desejos da "família integral", graças a Deus somos um povo ordeiro, paciente e democrático. Coisa feia o que fizeram com o "pobre" deputado:

EDUCAÇÃO: operação da Polícia Federal e caos na gestão, explicam queda do IDEB em Parauapebas

Populares revoltados com obras inacabadas, recursos do FNDE podem ter sido desviados



O Portal da Transparência do município de Parauapebas relaciona vários pagamentos, totalizando R$ 1.268.828,09 referentes a uma obra inacabada de uma escola.

O contrato tem n° 20130327, realizado em decorrência de convênio com o governo federal, sob o número 703319/2010. 

Na placa, obrigatória,  a numeração do contrato está errada, justamente talvez para dificultar a fiscalização dos cidadãos, que no caso de Parauapebas é quem ainda tenta conter a sangria dos recursos públicos, o MPPA e o TCM-PA, estranhamente, ambos, sofrem de paralisia quando se trata da rica capital do minério.


A responsável pela obra é a empresa C C S CONSTRUÇÃO CIVIL E SERVIÇOS LTDA., que além dessa obra, também constata-se mais dois contratos em nome da empresa, apenas na Secretaria de Educação, referentes a reforma de ampliação de escolas municipais, mas cujos valores, em muitos municípios do Brasil e do Pará, seriam suficientes para a construção de várias escolas.

Veja os contratos e empenho dos recursos:


Evidente, o contrato tem irregularidades graves, saltam à vista, como por exemplo não especificar o custo por cada escola, mas onde não se tem nem MPPA e nem TCM-PA interessado em fiscalizar os recursos públicos, essas coisas proliferam e vão se tornando rotina na administração pública de Parauapebas, de muito tempo, hoje, com maior grau.

O fato é que a CCS CONSTRUÇÃO CIVIL E SERVIÇOS já recebeu do governo VALMIR DA INTEGRAL, apenas pela obra inacabada e pelo "pacotaço" de reformas a bagatela de R$ 3.3 MILHÕES.

Mas não se espante, o total previsto é de cerca de R$ 8 MILHÕES.

GRAVE - CONVÊNIO E RECURSOS FEDERAIS

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Duciomar Costa realiza caminhada com Ângela Pereira

Candidato ao senado, Duciomar Costa, participa de caminhada em Parauapebas, ao lado de Ângela Pereira, candidata a deputada estadual


Grande caminhada em Parauapebas, foi marcada com muito carinho e atenção ao senador Duciomar Costa (PTB-141) e a vice-prefeita Ângela Pereira candidata a deputada estadual (PTB-14100). 

E logo reunião no Residencial Jardim Ipiranga e Tropical I e II, na ocasião esteve presente o ex-vereador Antonio Massud e outras lideranças.

Secretaria de saúde: "Após denúncias, servidores são perseguidos"

Governo Valmir da Integral persegue Servidores Públicos

Valmir da Integral, Rômulo e Vilma: perseguição a servidores

Após reivindicação dos servidores por melhores condições de trabalho no Posto de Saúde do Rio Verde, do qual apresenta várias irregularidades como: calor intenso, mau cheiro, goteiras, alagamento e infestação de baratas; gerando transtornos inclusive para os usuários. Iniciaram-se por parte da Secretaria de Saúde, inúmeras ações de assédio profissional e moral aos trabalhadores daquela unidade.

O agravamento começou depois que as denuncias chegaram ao Sindicato dos Servidores Públicos-SINSEPPAR, que apurou e constatou as irregularidades no Posto de Saúde. As mesmas também foram veiculadas na mídia televisiva, causando grande repercussão.

Depois do reconhecimento das necessidades de adequação da unidade de saúde, e a deliberação para os ajustes necessários, a Sra. VILMA ALBUQUERQUE ANDRADE, Diretora do Departamento de Atenção Primária em Saúde, através de um ato arbitrário, transferiu via memorando, quatro servidoras efetivas daquela unidade com a conivência do Prefeito e do Secretário de Saúde.

Indignados, os servidores procuraram o sindicato para relatar o ocorrido e informar que gostariam que seus direitos fossem garantidos, conforme preconiza o estatuto dos servidores.

Diante desse fato, o SINSEPPAR vem externar sua indignação com esse tipo de atitude, e repudiar a perseguição aos servidores públicos desse município, pelo Governo VALMIR MARIANO, através de alguns secretários, diretores e coordenadores despreparados.

O SINSEPPAR ainda informa que as medidas legais e cabíveis para garantir o direito desses servidores estão sendo tomadas através do Departamento Jurídico.

Entre os grandes, PMDB tem mais ficha suja, seguido pelo PSDB

Segundo o sistema Globo, maior representante do PIG (Partido da Imprensa Golpista), o PSDB tem mais ficha suja que PT e PSB, ganhando apenas do PMDB, entre os partidos grandes.

O PT é o que tem menos problema com a justiça eleitoral, estando entre os  três partidos com a menor índice de indeferimentos de candidaturas, ao lado do PC do B e o PSTU.