sábado, 20 de dezembro de 2014

PROCURADORIA ELEITORAL pede a punição de 48 acusados de irregularidades nas eleições no Pará

Entre os denunciados estão GESMAR ROSA e VALMIR DA INTEGRAL, prefeito de Parauapebas

VALMIR e GESMAR: podem ser condenados
 e ficarem inelegíveis por 8 anos

Acusados:
  • Candidato eleito como primeiro suplente de deputado estadual Gesmar Rosa da Costa;
  • Prefeito de Parauapebas, Walmir Queiroz Mariano.
Acusação:
  • Abuso de poder político e econômico pelos acusados. Segundo a Procuradoria Regional Eleitoral, o prefeito utilizou-se dos eventos oficiais da prefeitura para promover a candidatura a deputado estadual do candidato Gesmar Rosa mediante a presença do candidato em tais eventos. O candidato foi gestor da autarquia municipal de Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Parauapebas (SAAEP) durante a gestão do atual prefeito.
Pedidos da ação:
  • Cassação do registro de candidatura e/ou o diploma de suplente de Gesmar Rosa;
  • Que o candidato e o prefeito de Parauapebas sejam declarados inelegíveis por oito anos;
  • Aplicação de multa aos envolvidos.


Calote nas universidades - governo Valmir da Integral faz curso de ZOOTECNIA ser reprovado em Parauapebas

Juliana e Valmir: educação vive
retrocesso em Parauapebas
Dois anos de VALMIR DA INTEGRAL e a educação em Parauapebas vive retrocesso

O curso de ZOOTECNIA mantido pela Universidade Federal Rural da Amazônia, em parceria com a prefeitura de Parauapebas foi reprovado pelo Ministério da Educação - MEC.

A UFRA foi proibida de realizar vestibular para o curso de ZOOTECNIA em Parauapebas, inclusive o ingresso de novos alunos foi suspenso, mas a UFRA pretende  ingressar com recurso junto ao MEC, para garantir o acesso ao próximo processo seletivo, realizado através do SISU.
UFPA e UFRA sofrem calote do governo VALMIR DA INTEGRAL
Uma fonte ligada a UFPA, sob sigilo, informou que a prefeitura está em débito com as universidades federais em Parauapebas, comprometendo a qualidade e a viabilidade dos cursos ofertados no município.
A UFPA poderá suspender seu calendário letivo de 2015 em Parauapebas, em virtude do governo VALMIR DA INTEGRAL não está cumprindo os convênios assinados.
Desvios e fraudes prejudicam a educação municipal
Como se vê, Parauapebas retrocedeu na educação, nesses dois anos de VALMIR DA INTEGRAL as notícias são desanimadoras: FRAUDE NO TRANSPORTE ESCOLAR, QUEDA NO IDEB, GREVES DE PROFESSORES E MAIS ESSA - CURSO DA UFRA REPROVADO PELO MEC.

Prefeita é denunciada por falsificar lei orçamentária


Prefeita acusada de falsificar lei
PONTA DE PEDRAS: MPPA oferece Ação Penal Originária contra ex-prefeita que falsificou lei

O Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), por meio do procurador de Justiça Nelson Pereira Medrado ofereceu ontem (18) uma Ação Penal Originária contra Consuelo Maria da Silva Castro, prefeita do município de Ponta de Pedras, localizado na região do Marajó, dois ex-vereadores e o ex-presidente da Câmara de Vereadores do município. A acusação é que Consuelo Castro tenha fraudado a prestação de contas ao Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) utilizando um documento com lei falsificada.

Os crimes atribuídos à prefeita Consuelo Maria da Silva Castro são de abertura de créditos orçamentários sem prévia autorização legislativa, falsidade ideológica, uso de documento falso e estelionato contra administração pública.

Aos ex-vereadores e ao ex-presidente da Câmara Municipal são imputados os crimes de falsidade ideológica e estelionato contra administração pública.

Entenda o caso

O TCM, por intermédio do Conselheiro Relator Sérgio Leão, identificou diversas irregularidades nas contas do município de Ponta de Pedras do ano de 2004. Notificada para apresentar defesa, Consuelo Maria da Silva Castro ofereceu um documento citando a Lei nº 317/2004, que autorizaria a suplementação orçamentária e, 50% (cinquenta por centro) ao orçamento vigente.

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Porto de Moz e Parauapebas - semelhanças e diferenças


DIFERENÇA

Em Parauapebas as promotorias de justiça deixam muito a desejar, como deixam, mas há quem diga que estão trabalhando a todo vapor, que logo terá xilindró pra muita gente. Também acreditamos, mas por enquanto a diferença entre o que se diz do MPPA em Porto de Moz do que se fala do mesmo MPPA em Parauapebas é grande, vai das tripas ao coração.

SEMELHANÇA

A firme e competente atuação do G5, conduzindo a CPI DA SAÚDE, confrontando os 10 vereadores do Valmir e do Hamilton Ribeiro, 10 vereadores sustentados todos sabem como, vai mostrando as tripas da organização que se instalou na máquina pública em Parauapebas. 

Apesar disso a sociedade reage e fica claro a semelhança com PORTO DE MOZ, a cidade virou um barril de pólvora. 

PROMOTORA

A Excelentíssima CRISTINA MICHIKO é a promotora de justiça que tem a missão de combater os desvios de finalidade na administração pública, noutras palavras, combater a roubalheira que se instalou em Parauapebas nesse governo VALMIR DA INTEGRAL, levando nossa cidade à "bancarrota", como se vê, a promotora tem muito trabalho, mas como a coisa é muito escancarada ninguém precisará entregar suas tripas, muito menos o coração.

BELÉM: MPPA fecha o cerco contra prefeitos que não cumprem Lei de Acesso a Informação

Primeira ação penal por desobediência foi contra prefeito de Marabá, mas novas peças podem ser ajuizadas por descumprimento de decisão judicial em 2015

O coordenador do Núcleo de Combate à Improbidade Administrativa e Corrupção do Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), procurador de Justiça Nelson Pereira Medrado, ajuizou a primeira, do que pode vir a ser uma série de ações penais por crime de desobediência, contra prefeitos que não cumprem a Lei de Acesso a Informação (LAI), por não disponibilizarem nos portais da transparência de seus municípios as informações mínimas estabelecidas por lei.

A primeira ação penal por desobediência a decisão judicial foi impetrada contra o atual prefeito de Marabá, João Salame. A pena para esse crime, conforme Decreto-Lei nº 201/67 é de detenção, de três meses a três anos.

Parauapebas em crise, mas a secretária de planejamento e filha do prefeito foi passear em Milão-Itália


Parauapebas não está nem aí, FLÁVIA DA INTEGRAL pode viajar a vontade e para onde bem quiser, o problema é que a moça é SECRETÁRIA DE PLANEJAMENTO DE PARAUAPEBAS, filha do prefeito, foi alçada ao cargo para driblar uma decisão judicial contra sua nomeação para uma coordenação municipal.

A moça foi nomeada ontem, já está passeando? Já está de férias, de abono, de licença? Como assim?

Promotora de justiça CRISTINA MICHIKO, vossa excelência saberia explicar o que está ocorrendo em Parauapebas?





FLÁVIA DA INTEGRAL - Parauapebas em crise e ela passeando


Enquanto Wander Nepomucemo explicava na CMP a LDO e LOA 2015, a querida filha do prefeito, que faz de conta que é a secretária, FLÁVIA DA INTEGRAL, estava passeando na Europa com seu marido a tira-colo, sem preocupação nenhuma com os problemas do município, que passa por uma grave crise financeira.

Você não recebe, você é demitido e ela passeia (lua cheia!)

Servidores ameaçados de desemprego, fornecedores sem pagamento, mas a filha do prefeito, que deveria ser a responsável pela gestão municipal, está na EUROPA, passeando.

Perguntar não ofende

Flávia da Integral é a chefe da SEPLAN, das licitações, o prefeito disse que não teria recesso? Verdade!

Aguenta Parauapebas! A licitação não vai parar!


Esse filme você já viu, no ano passado foi a mesma coisa, a licitação funcionando no recesso, que faria o governo VALMIR DA INTEGRAL no apagar das luzes de 2014? 

Eles, membros da "famiglia integral", farão a mesma lambança que fizeram em 2013, gastarão sem licitação, lembre: contraceptivos, livros, lixo...

Desse jeito, ou alguém faz alguma coisa ou Parauapebas quebra, aliás, a cidade está à beira da "bancarrota".

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Filha do prefeito senta no 2° maior PIB do Pará e paralisa Parauapebas

A filha sentou, gostou e não sai de cima 
do 2° maior PIB do Pará
Rica PARAUAPEBAS

A filha do prefeito senta no segundo maior PIB do estado, pelo jeito sentou mesmo e não sabe o que fazer e nem como fazer, Parauapebas parou.Desse jeito, a cidade pode seguir o mesmo caminho que a empresa da "famiglia integral".


Melhorar declarar que a cidade entrou em "bancarrota", até os vereadores estão sem receber seu duodécimo, por isso falam em convidar a filha do prefeito, FLÁVIA DA INTEGRAL, pra sentar na Câmara e explicar o que está ocorrendo, onde está o dinheiro da rica capital do minério.

Pobre BELÉM


Enquanto Belém tem o terceiro menor PIB per capita entre as capitais brasileiras, com R$ 14.575,66, conseguindo ser menor que Teresina-PI (R$ 14.823,31); que João Pessoa-PB (R$ 15.119,34) até mesmo que Macapá-AP (R$ 15.530,10), o que de certo modo mostra as dificuldades que um gestor da capital paraense tem para suprir as demandas dos seus habitantes, mas também mostra que o Pará precisa mudar de rumo, inconcebível, sem qualquer desapreço com as capitais citadas, mas a força econômica do Pará não autoriza que Belém seja uma das capitais mais pobres do país, isso é uma vergonha.

Para curiosidade, saiba que em relação aos 5.565 municípios brasileiros, o PIB per capita de Belém está na 2.070ª posição.